Pular para o conteúdo principal

Qual é a potência do cérebro?

Gosto de acrescentar coisas interessantes sobre o cérebro, você já deve ter percebido. Veja mais um desses artigos e que, na realidade, trata de uma pesquisa séria sobre o assunto. O site http://www.cerebronosso.bio.br/ foi criado em 2000 por Suzana Herculano-Houzel, neurocientista formada pela Case Western Reserve University (EUA), Universidade Paris VI (França) e Instituto Max-Planck para a Pesquisa do Cérebro (Alemanha) e bióloga graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Suzana Herculano-Houzel é professora do Departamento de Anatomia da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 2002 e Pesquisadora do CNPq desde 2007. Ganhou do CNPq em 2004 a Menção Honrosa do Prêmio José Reis de Divulgação Científica.
O cérebro humano, coitado, vive sendo comparado a um computador. Se você ainda não se convenceu de que o quilo e meio de matéria em sua cabeça é muito mais capaz e interessante do que a máquina à sua frente, pense no seguinte: você acorda, escolhe o que vestir, come, trabalha, resolve os problemas do mundo, imagina outros tantos, curte quem você gosta e ainda descobre várias curiosidades sobre o funcionamento do cérebro trabalhando a uma potência de apenas... 22 Watts, bem menos do que a lâmpada que ilumina sua sala.
O consumo de energia pode ser calculado para qualquer tipo de energia, elétrica ou química, como as calorias dos alimentos que o cérebro consome. Das mais ou menos duas mil quilocalorias que precisamos ingerir diariamente para manter o corpo funcionando, 450 kCal são consumidos pelo cérebro sozinho (já dá para ver que dietas de menos de 500 kCal por dia são perigosas).
Calorias e quilocalorias, ou mil calorias, são medidas de energia. O consumo de energia do cérebro por segundo se chama "potência", que pode ser medida nos Watts que medem a potência de lâmpadas e fornos de microondas. Olhe só:
450 kCal por dia = 450.000 calorias/24 h =
= 450.000 calorias/ 24 h * 60 minutos * 60 segundos =
= 450.000 calorias / 86.400 segundos = 5,21 calorias/segundo
Acontece que 0,24 calorias/segundo correspondem a 1 Watt de potência.
1 Watt ----- 0,24 cal/s
x Watt ----- 5,21 cal/s -> x = 5,21/0,24 = 22 Watts
Ou seja: o cérebro tem 22 Watts de potência. Tanto quanto uma lâmpada incandescente fraquinha, que só ilumina e esquenta!

Para calcular o consumo de energia no final do mês como a Light faz, é só multiplicar a potência do aparelho pelo número de horas utilizadas. Como o cérebro funciona 24 horas por dia sem interrupção, a conta é simples:
22 Watts * 24 horas * 30 dias = 15.840 Watts.hora, ou 16 kWh (quilowatts.hora).
Para quem quer uma conta mais rápida, é só considerar que 1 kWh equivale a 860 kCal. Como em trinta dias o cérebro consome 13.500 kCal, esse total dividido por 860 dá os quase 16 kWh da conta anterior.
Ao preço de R$ 0,50 por kWh, manter seu cérebro funcionando com eletricidade adquirida do governo custaria módicos R$ 8,00 ao mês. Agora me diga: qual computador consegue funcionar sem interrupção por oito reais ao mês - e ainda ter caprichos, desejos e paixões? Hmmm? (SHH)
Copyright © 2007, Suzana Herculano-Houzel. All rights reserved.
Muito interessante mesmo!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Tsoro Yematatu - Um jogo do Zimbábue

Tsoro Yematatu
Pronuncia-se: TSOH-roh YEH-mah-TAH-too

OBJETIVO: Ser o último jogador a fazer uma linha com três peças suas.

NÚMERO DE JOGADORES: 02

MATERIAL:

- O tabuleiro do jogo
- 03 peças pretas
- 03 peças claras

REGRAS DO JOGO:

- Cada jogador pega 03 peças da mesma cor;
- Na sua vez, Cada jogador coloca uma peça sua no círculo do tabuleiro que ainda não foi ocupado;
- Quando todas as 06 peças (três de cada jogador) estiveram nos seus devidos lugares, move-se uma peça por vez, de um círculo a outro que esteja vazio, em linha reta.
- Cada jogador só pode ocupar um único circulo por uma de suas peças.
- Ganha quem primeiro alinha as suas três peças em linha reta, de acordo com as retas que ligam os círculos.


Bibliografia consultada:

Zaslavsky, C. (1998). Math games and activities from around the world. Chicago. Chicago Review Press.

TRILHA OU MOINHO

Trilha, também conhecido como Moinho, é um dos mais famosos dentre aqueles jogos em que se procura um alinhamento entre as peças, como o Gomoku, Jogo da Velha, Gnu, entre outros.

Diz-se que o tabuleiro da "Trilha" seria uma representação fenícia de seu império: o tabuleiro quadrado representando o mar, seu universo de conquistas; a casa central do tabuleiro, sendo Tiro, a capital fenícia; e as outras casas sendo as colônias fenícias, como Cádiz (Espanha) e Cartago (norte da África).

O objetivo neste jogo é buscar o alinhamento de 3 peças o que lhe dá o direito de capturar qualquer peça do adversário que não esteja em alinhamento. Ganha aquele jogador que tirar tantas peças do seu adversário tal que não haja mais possibilidades de alinhamento. Há, neste jogo 3 fases distintas. A primeira fase é o posicionamento das peças no tabuleiro, a segunda é a movimentação das peças para pontos adjacentes e a terceira fase, é a movimentação livre das peças, ou seja, não necessariamente pa…

QUEBRA-CABEÇAS DE METAL (PUZZLES EM METAL)

Extraido de www.matematica.no.sapo.pt estes puzzles, como são chamados os quebra-cabeças, fascinam pela quase impossibilidade de solução. Apresento o texto que extrair, na íntegra e sem a devida permissão de seus autores, do site mensionado e espero que se divirtam com tantas variedades de puzzles.


"Apresentação dos puzzles em metal "

Quem alguma vez teve que deslocar uma mesa de uma casa para outra ou ao longo de um corredor, sabe que o espaço tridimensional reserva algumas surpresas que quotidianamente passam despercebidas. Estas surpresas são bem conhecidas dos "viciados" na resolução/construção de puzzles de metal. Estes antigos ( e sempre atuais ) jogos artesanais consistem numa estrutura composta por duas ou mais peças de metal (fig. 1). Deste conjunto de peças entrelaçadas, o jogador deve separar uma delas - a peça problema - do resto do conjunto - a estrutura suporte - sem fazer deformações ou cortes.
A primeira impressão que temos quando confrontados com um pu…